Monday, August 21, 2006

EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E A FORMAÇÃO DO CIDADÃO

EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E A FORMAÇÃO DO CIDADÃO

Márcia Viviane Leite Santos[*]


O Projeto Político-Pedagógico constitui e orienta as atividades curriculares e a organização da escola, suas práticas cotidianas, dando a cada cidadão o direito de acesso à educação escolar pública gratuita e de qualidade consagrada pelas leis brasileiras. Portanto, é função da escola formar o cidadão, garantindo-lhe um ensino de qualidade, mediante a construção de um ambiente adequado às aprendizagens significativas e às práticas de convivência democrática.
Numa educação escolar, instrumento para a transformação social, o sentido de qualidade precisa ser decorrente do desenvolvimento das relações sociais, isto é, sua gestão deve contribuir para o fortalecimento da escola pública, construindo uma relação efetiva entre democratização e qualidade.
Portanto, é importante ressaltar que a escola que busca a qualidade de ensino precisa desenvolver o ser social em todas as suas dimensões, e a partir dessa concepção desenvolver habilidades e atiudes que irão encaminhar a forma pela qual o individuo vai se relacionar com a sociedade e consigo mesmo. Assim sendo, o ensino de qualidade está diretamente ligado à transformação social.
Dessa forma, é importante salientar que a escola, no cumprimento de sua função político-pedagógica, é indispensável para o crescimento do cidadão para que este tenha uma presença crítica e inovadora no seu tempo e lugar.
Assim, a educação escolar resulta ser um instrumento básico para o exercício da cidadania. Ela, entretanto, não constitui a cidadania, mas sim uma condição indispensável para que a esta se constitua. O exercício da cidadania nos mais diferentes organismos não acontece de forma integral sem o preenchimento do requisito de acesso à cultura letrada e domínio do saber sistematizado que constitui a razão de ser da escola.
A qualidade da educação não é uma questão de quantidade de conteúdos ou de alunos promovidos, mas sim de um trabalho efetivo, comprometido com a formação do cidadão e preocupado com a formação que está sendo dada ao educando. O compromisso político e social com a educação devem existir, tanto por parte das autoridades quanto das demais pessoas envolvidas no processo de ensino –aprendizagem.
Em nossa sociedade, a escola pública, em todos os níveis e modalidades da educação básica, tem como função social construir o conhecimento, atitudes e valores que tornem o cidadão solidário, crítico, ético e participativo. Para isso todos os profissionais da escola são importantes para a realização dos objetivos do projeto político pedagógico. Cada um dos demais profissionais tem um papel fundamental no processo educativo, cujo resultado não depende apenas da sala de aula, mas também da vivência e da observação de atitudes corretas e respeitosas no cotidiano da escola.
Para tanto, é importante que se garanta formação continuada aos profissionais e também outras condições, tais como estabilidade do corpo docente, o que incide sobre a consolidação dos vínculos e dos processos de aprendizagem, uma adequada relação entre o número de alunos e o número de professores, salários condizentes com a importância do trabalho, etc.
Dessa forma o profissional de educação sentindo-se respeitado e valorizado em sua profissão terá maior prazer em desenvolver o seu trabalho e todo o processo educativo passa a ter maior relevância, como meio para a efetivação da aprendizagem, e o produto desse processo, a aprendizagem efetivamente alcançada, é o resultado de todo esforço realizado pelos alunos, docentes, gestor e todos os demais segmentos escolares. Assim sendo, torna-se importante destacar que o sucesso ou fracasso na aprendizagem é coletivo, ou seja, da escola como um todo.
[*] Graduanda em Letras pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home