Saturday, August 19, 2006

Avaliação de José Chaves

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB.
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS – DCHT
CAMPUS: XX BRUMADO SEMESTRE: VII NOTURNO
DISCIPLINA: POLÍTICA EDUCACIONAL
PROFESSORA: PATRICIA MAGRIS
ALUNO: JOSÉ CHAVES SILVA



O sistema escolar


O sistema escolar tem por objetivo oferecer educação. Em especial, ele trata de um aspecto peculiar da educação: a escolarização. A educação oferecida pela escola adquire um caráter intencional e sistemático, que confere especial proeminência ao desenvolvimento intelectual do individuo. Entretanto, é importante destacar que a escola leva em consideração outros aspectos, dentre estes está o físico, o emocional, o moral e o social. De certa forma, a escola foi instituída para tratar do desenvolvimento intelectual, porém, a sociedade tem exigido cada vez mais da escola, e mediante a esse fato, ela se torna obrigada a atender aos outros aspectos da educação, em virtude desses motivos de ordem social. Desse modo, fica evidente que a educação não pode se desenvolver em setores isolados, uma vez que fica claro que a educação é um processo integral.
É oportuno assinalar que a educação compreendida em seu intento absoluto realiza-se através de um grande número de agências sociais e não somente através da escola. Assim, escolarização é o estudo efetivado dentro da escola.
Cabe inferir que todo sistema escolar é instalado para executar uma função social. Dessa forma, é papel da sociedade estabelecer os objetivos e as metas a serem buscados, uma vez que estes devem ser a expressão dos anseios, das aspirações, dos valores e das tradições dessa mesma sociedade.
No decorrer de sua história, a sociedade adquire um conjunto de bens intelectuais, isto é, de conhecimentos, que atualmente se caracteriza por um dinamismo bem expressivo e por uma vasta expansão. Quase todos os dias, o mundo é transformado em virtude das grandes e novas descobertas científicas e das novas conquistas da tecnologia. O sistema escolar recolhe, dos conhecimentos que tem a sociedade, o conteúdo de seus currículos e programas. Portanto, as pesquisas realizadas tanto pelos professores quanto pelos alunos contribuem para o desenvolvimento dos conhecimentos.
A escola, como qualquer outro estabelecimento, necessita da colaboração de pessoas com diferentes graus e tipos de qualificação – administradores escolares, professores, técnicos, pessoal auxiliar – para poder funcionar com eficiência, atendendo as exigências estabelecidas pela sociedade. Nos dias atuais, os sistemas escolares têm se tornado organizações de imensas proporções, consumindo parcela considerável dos orçamentos públicos e particulares. Sabe-se que os países em desenvolvimento, ainda não atingiram perfeito atendimento à população, seja do ponto de vista quantitativo, seja qualitativo. Nesse contexto, conclui-se que os recursos financeiros empregados no sistema escolar estabelecem elemento imprescindível ao seu funcionamento. Por outro lado, não se pode esquecer dos recursos materiais que também são indispensáveis para um bom funcionamento da escola: material didático, mobiliário, artigos de escritório, artigos para manutenção e limpeza.
Atualmente, temos assistido a um notável avanço da tecnologia do ensino, particularmente com a utilização dos recursos da informática. Essa grande conquista é graças à nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação que permite o ensino à distância. Assim, a abertura desta lei aliada aos novos recursos da informática poderá suscitar excepcionais transformações nos sistemas escolares.
Ao se falar em sistema escolar, há um elemento imprescindível a ser lembrado: o aluno. Este elemento é essencial, porque os sistemas escolares só existem, porque existem alunos. O quadro atual dos sistemas escolares com elevados índices de alunos presentes em sala de aula, é conseqüência, dentre outros fatores, da pressão que a população tem realizado no propósito da ampliação de oportunidades educacionais. A admissão de alunos nos sistemas escolares vem acontecendo em proporções gradativamente mais intensas. De acordo com pesquisas recentes, o atendimento à população brasileira tem tido um grande, chegando quase a sua totalidade. Porém, ainda há muito que fazer para que esse atendimento chegue a sua plenitude.
Diante desse contexto, é relevante destacar que ao passo que cresce o número de admissões nas escolas, aumenta a média da escolaridade da população, e esta com os benefícios que recebe altera seu estilo de vida, com o surgimento de novos interesses, valores e novas aspirações. A partir desses novos conhecimentos procede uma capacidade de realização mais ampla da população em todos os sentidos da vida social. Nesse aspecto vale lembrar que o indivíduo com um nível mais elevado de escolaridade adquire qualidades que lhes são capazes de proporcionar uma vida mais significativa e muito mais ativa, tendo uma visão mais consciente e crítica do mundo em que vive. Desse modo, o sistema escolar apresenta-se como participação, ou melhor, contribuição categórica no aperfeiçoamento individual do cidadão, sendo instrumento de capacitação para uma vida com maior realização pessoal.
No mundo moderno, a escola tem um papel de grande significação e contribuição para o mercado de trabalho, através da qualificação de indivíduos para esse mercado. Assim a educação deve ser vista como um investimento bastante lucrativo, tanto individual quanto social, sendo que o crescimento econômico depende de recursos humanos adequados, portanto, quanto melhor a preparação do indivíduo, melhores serão suas oportunidades de trabalho. Daí a importância de se pensar em políticas que melhorem cada vez mais o sistema educacional, para isso é preciso exigir dos constituintes que tenham mais empenho em criar leis que possam vir a solucionar problemas e melhorar o sistema de ensino.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home